Venosos

Tratamento com espuma densa

Tratamento com espuma densa - Ilustração

O tratamento com espuma densa está indicado para vários casos de veias varicosas.

Pacientes com alto risco anestésico, múltiplas cirurgias, presença de feridas e varizes complexas são as principais indicações deste método. Em 1999, o italiano Lorenzo Tessari apresentou a famosa preparação de uma espuma muito densa e cremosa com o uso de produtos medicinais padronizados (seringas comuns e uma torneira de 3 vias) e alguns movimentos de bombeamento, que hoje é mundialmente conhecido como técnica de Tessari, ou “Tessari-DSS” (double syringe system – sistema com duas seringas).

A aplicação da espuma é realizada com o auxílio do ultrassom Doppler e normalmente não há necessidade de qualquer agente anestésico. A espuma entra em contato com a parede da veia e ocorre a destruição das células, provocando a destruição da veia. Essa formará um cordão fibroso, que com o tempo será reabsorvido pelo organismo.

 

Contraindicações

Alergia conhecida ao esclerosante, doença sistêmica grave, trombose aguda de uma veia profunda, infecção local na área de escleroterapia, infecção generalizada grave, imobilidade prolongada e confinamento ao leito, doença arterial oclusiva periférica avançada (estágio III ou IV), hipertireoidismo (para esclerosantes que contém iodo), gravidez, forame oval patente sintomático conhecido.

Após o tratamento o paciente poderá retornar as suas atividades laborais imediatamente não sendo necessário repouso ou outras medidas limitantes.

Conheça sobre
Nossa Equipe

Os irmãos Pedro e Ricardo Castedo formaram-se em Medicina e Especializaram-se em Angiologia e Cirurgia Vascular. Pós graduados pela PUC-SP e Unicamp, dedicaram-se a carreira médica para poder proporcionar maios saúde e qualidade de vida aos seus pacientes. Saiba mais sobre nossos médicos em Equipe.


Conheça mais sobre nossa equipe