Arteriais

Doença Carotídea

Doença Carotídea

Tratamento e Abordagem

As opções de tratamento da doença carotídea dependem:

  • Dos sintomas do paciente;
  • Do estado de todos os vasos sanguíneos que fornecem o fluxo de sangue para o cérebro;
  • Do grau de estreitamento da artéria carótida.

Nem todos os casos de doença da artéria carótida requerem um procedimento cirúrgico ou intervencionista para tratá-los. O tratamento geralmente é indicado quando existe evidência de um AIT ou uma lesão significativa na artéria. Os pacientes que já sofreram um acidente vascular cerebral e que permanecem em risco de novos episódios também podem ser tratados.

Nos pacientes em que o grau da doença não é intenso, as alterações do estilo de vida e o uso de medicamentos podem tentar limitar o crescimento de placas.

É importantíssimo que os pacientes portadores dessa doença e seus familiares entendam e saibam identificar os sinais de alerta do AIT, para que possam buscar atendimento médico imediato.

 

Endarterectomia de Carótida

É o procedimento mais comumente utilizado para remover a placa do revestimento interno das artérias carótidas. Neste procedimento, o cirurgião vascular expõe a artéria carótida através de uma incisão no pescoço. Por vezes, um pequeno tubo é inserido no segmento normal da artéria carótida abaixo e acima do segmento estreitado, permitindo que a área afetada seja limpa da doença, mantendo assim o fluxo continuo de sangue para o cérebro. Em outros casos, o fluxo de sangue colateral de outras artérias é suficiente para realizar a cirurgia. A artéria carótida é então aberta, e a placa aterosclerótica é removida com cuidado e precisão para deixar uma artéria suave. Em seguida, a artéria é costurada e fechada. Neste procedimento, o paciente permanece de 2 a 3 dias no hospital, recebendo alta para casa em seguida.

 

Angioplastia e Implante de Stent

A angioplastia e implante de stent são técnicas minimamente invasivas e consistem na introdução de cateteres por um tubo inserido em uma das artérias da virilha. Estes cateteres são navegados pelos vasos até chegarem às artérias carótidas permitindo a correção dos estreitamentos com o uso de balões e stents. O stent é um pequeno tubo de malha metálica que serve como armação para manter a artéria aberta.

 

Mudança de Estilo de Vida

Tal como acontece com muitas doenças cardiovasculares, mudanças de estilo de vida podem contribuir para o tratamento e prevenção da doença da artéria carótida. Algumas dessas mudanças são:

  • Parar de fumar;
  • Perder peso;
  • Exercitar-se regularmente;
  • Reduzir colesterol e gordura saturada;
  • Reduzir a ingestão de álcool.

Conheça sobre
Nossa Equipe

Os irmãos Pedro e Ricardo Castedo formaram-se em Medicina e Especializaram-se em Angiologia e Cirurgia Vascular. Pós graduados pela PUC-SP e Unicamp, dedicaram-se a carreira médica para poder proporcionar maios saúde e qualidade de vida aos seus pacientes. Saiba mais sobre nossos médicos em Equipe.


Conheça mais sobre nossa equipe