Doenças vasculares

Doença carotídea

Doença carotídea

Doença da artéria carótida é um problema comum e uma das principais causas de acidente vascular cerebral. Os pacientes com maior risco de desenvolver a doença da artéria carótida e acidente vascular cerebral são aqueles que têm doença aterosclerótica da artéria coronária ou história familiar de doença cardíaca e/ou acidente vascular cerebral. O acidente vascular cerebral isquêmico (AVCi), mais conhecido como ”derrame”, acomete mais de 100.000 indivíduos por ano no Brasil, e é hoje a primeira causa de morte neste país.

Esta doença é causada pelos mesmos fatores que contribuem para a doença aterosclerótica da artéria coronária, mas tende a se desenvolver mais tarde na vida. Menos de 1% dos adultos na faixa dos 50 anos têm redução significativa de suas artérias carótidas. Mas, 10% dos adultos na faixa dos 80 anos têm um estreitamento importante.

A aterosclerose não pode ser evitada completamente, mas a progressão da doença pode ser retardado ou o risco de desenvolvimento de aterosclerose pode ser reduzida por meio de alterações no estilo de vida e dieta. As melhores medidas preventivas são exercícios regularmente, comer uma dieta baixa em colesterol e gordura saturada, e manter um peso saudável. Uma classe de drogas chamadas estatinas podem reduzir a quantidade de colesterol na corrente sanguínea e pode limitar o crescimento de placas.

Sintomas: Muitas pessoas com doença da artéria carótida não têm sintomas. Nem todo mundo que tem um acidente vascular cerebral devido à doença da artéria carótida apresenta anteriormente um sinal de alerta, que é conhecido como ataque isquêmico transitório (AIT). Infelizmente, um acidente vascular cerebral é muitas vezes o primeiro sintoma de arteriosclerose carotídea.

 

Os sintomas clássicos do AIT são:

  • Perda parcial de visão em um dos olhos;
  • Fraqueza, formigamento ou dormência que vem sem causa aparente em um lado do corpo ou em um braço ou perna;
  • Perda temporária do controle de movimento em um braço ou perna;
  • Incapacidade de pronunciar palavras ou falar claramente.

Estes sintomas de aviso duram poucos minutos, e passam sem deixar sequelas. Eles devem sempre ser considerados como potencialmente graves e devem ser prontamente comunicados ao médico. Estes são também sintomas indicativos de um acidente vascular cerebral caso a sua duração seja maior do que um intervalo de algumas horas.

 

Causas e Fatores de Riscos

A aterosclerose é causa de muitas das doenças arteriais, incluindo a doença da artéria carótida.

Com a idade, os depósitos de gordura (placas ateroscleróticas) crescem para o interior das paredes das artérias, levando ao estreitamento da luz desses vasos. Este processo ocorre progressivamente em diferentes graus em muitas das artérias principais do organismo.

Fatores de risco para a doença aterosclerótica carotídea são:

  • Hábito de fumar (tabagismo);
  • Pressão arterial elevada (hipertensão);
  • Diabetes;
  • Pessoas que são do sexo masculino;
  • História familiar de aterosclerose;
  • Idade avançada.

Diagnóstico: Para o diagnóstico da doença arterial carotídea, o médico deve avaliar cuidadosamente os sintomas e sinais clínicos do paciente.

Com o uso de um estetoscópio (aparelho utilizado para ouvir os sons do organismo) o médico pode ouvir as artérias carótidas de ambos os lados do pescoço para detectar um "sopro" ou som "sibilante" causado por fluxo sanguíneo turbulento numa artéria carótida estreitada. Medição da pressão arterial em ambos os braços também é uma parte importante da avaliação de doença da artéria carótida para detectar possível estreitamento em outros ramos dos vasos sanguíneos.

Sendo assim, os pacientes portadores de fatores de risco ou aqueles que apresentam sinais ou sintomas de doença carotídea devem realizar uma investigação mais acentuada para avaliar o grau da doença.

 

Os exames diagnósticos utilizados são:

  • Ultrassom doppler de carótida (exame de fácil acesso e baixo custo);
  • Tomografia computadorizada (TC);
  • Ressonância magnética (RM);
  • Arteriografia.

Conheça sobre
Nossa Equipe

Os irmãos Pedro e Ricardo Castedo formaram-se em Medicina e Especializaram-se em Angiologia e Cirurgia Vascular. Pós graduados pela PUC-SP e Unicamp, dedicaram-se a carreira médica para poder proporcionar maios saúde e qualidade de vida aos seus pacientes. Saiba mais sobre nossos médicos em Equipe.


Conheça mais sobre nossa equipe